X

“Oh homem! Não faça isso! Não se desgrace! Então você vai-se por a beber água? Você não beba água. A água é uma coisa demasiado pura. Alias! A água é uma contradição lógica, você não faça isso! Vem da terra homem, está tudo dito. Isso nem sequer tem sabor. Nós não queremos nada com a terra. Uma coisa assim tão pura vinda do interior da terra? É de estranhar, tenho cá para mim que se trata de uma armadilha, não pode ser, não bate certo, a água é algo demasiadamente sem-sabor para existir num mundo tão fétido. Vá por mim, dizem que foi nela que principiou a vida e será seguramente por ela que a vida terminará. Se quer beber misture com qualquer coisa, nem que seja barro. Agora estar a beber isso assim tão puro. Afaste-se da água, foram os que bebiam água os responsáveis pelos maiores crimes da humanidade, deixaram-se levar pela correnteza e pelo asseio e pronto, acharam que podiam lavar isto. Homem, não faça isso, deixe a pureza para os peixinhos nadarem, água nem para o banho! Beba sumo, beba vinho, beba sangue!… Mas não toque em água.”

CategoriasSem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.