Chuva

Não me incomoda mais andar à chuva como quando era mais novo. Descobri que, desde que nunca pare, hei-de deixar de estar à chuva. Não é possível apanhar com a chuva toda em cima, por mais tempo que se passe à chuva. Agora nem acelero o passo, mantenho-me igual, como se não estivesse a chover, e avanço como considero ser a melhor maneira de avançar. Que não é mais do que uma maneira igual a qualquer outra maneira. Espero um dia ir mais longe e passar até de gostar de andar à chuva, como quando era ainda mais, mais novo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.