Vou dizer qualquer coisa. Venham comigo. Preciso que me escutem

Aqui pode ler os contos conhecidos por contos do Urinol. A relação destes com o objecto Urinol, ou qualquer ideia resultante da palavra, é pouca ou quase nenhuma. Se o leitor encontrar alguma relação ao ler, é da sua total responsabilidade.

Já aqui, não vai poder ler os contos conhecidos por contos do Urinol. A relação entre o que não são contos do Urinol, com qualquer coisa que não é um Urinol, palavra ou o objecto, é muita e quase toda. Se o leitor não encontrar alguma relação ao ler, e da minha inteira responsabilidade.

São os escritos, não esquecidos, escritos entre os anos de 2010 e 2011, por alguém que escrevia, e orinava nas bolas de naftalina do Orinol do Irish Pub no Cais Sodré.

There are more things in heaven and earth,

Than are dreamt of in (y)our philosophy

– Hamlet to Horatio